COMO PRESERVAR UM LOGOTIPO

 

Facilidades no acesso às identidades visuais das empresas podem destruir

o conceito de sinergia entre as suas aplicações

 

Mais importante que um belo símbolo ou logotipo para sua empresa é a sinergia criada pelo conjunto de suas aplicações institucionais, promocionais, administrativas, ambientais  e operacionais.

 

Todos os públicos impactados devem perceber a harmonia desse conjunto para formar uma imagem positiva e organizada da empresa.

 

O excesso de informações visuais produzidas e os diversos veículos de difusão quer sejam impressas ou digitais, fazem com que nossa atenção seja pulverizada e todas as possíveis informações não passam de ruídos visuais. A repetição com coerência e unidade na aplicação das marcas torna-se um dos poucos recursos para reter a atenção por parte do nosso público alvo e fazer com que a nossa marca seja reconhecida e avaliada.

 

Independente do tamanho das organizações, manter sua identidade dentro de uma linguagem visual uniforme e coerente em todas as aplicações de seu símbolo, logotipo, cores, tipografia e outros recursos visuais agregados, é um procedimento que deve ser observado por todos nos momentos da criação e produção de seus pontos de contato visual.

 

Há alguns anos, Manuais de Identidade Visual tinham a função de orientar profissionais quanto ao uso dos elementos visuais que identificam as empresas.

 

Hoje, com a disponibilização destes elementos nos computadores, nas redes sociais e sites de buscas, além de orientar, sua função é restringir o uso indiscriminado e sem qualquer critério dos elementos que formam a identidade visual da empresa por seus colaboradores e fornecedores.

 

O acesso a esses elementos tornou muito fácil as "criações de soluções gráficas" por parte de profissionais que desconhecem o processo de construção de uma identidade visual. Assim, embora bem intencionados, distorcem, deformam, mudam proporções, cores, tipografias e acrescentam elementos estranhos à marca.

 

Só a observância aos padrões estabelecidos em um Guia ou Manual de Identidade por todos os envolvidos (colaboradores internos e externos, designers, agências e fornecedores) pode garantir o pronto reconhecimento visual de uma empresa ao longo do tempo.

 

A criação de uma simples peça de comunicação e o controle de qualidade na compra de um item que carrega a identidade visual da empresa deve ser tão rigoroso e preciso quanto a compra de um parafuso ou da escolha de uma simples palavra na redação de um contrato quando elaborado por um advogado.